Redução da Selic eleva em 35% a demanda por empréstimos corporativos no Banco Daycoval


Por Edilma Rodrigues

O Banco Daycoval, especializado em crédito para empresas de pequeno, médio e grande porte, registra aumento da demanda em quase todas as modalidades de empréstimo corporativo. A carteira de crédito ampliada do banco cresceu cerca de 35%, indo de R$ 16 bilhões no segundo trimestre de 2018 para R$ 21,6 bilhões no segundo trimestre de 2019. Na outra ponta, o nível de inadimplência caiu de 3,2% para 1,7% no mesmo período. Para o Daycoval a redução da taxa básica de juros (Selic) está repercutindo favoravelmente nas empresas.

A instituição ressalta que 68,4% da carteira de crédito do Daycoval atualmente é representada por linhas empresariais, sendo que a maior demanda é por capital de giro (46% da carteira de crédito empresarial), seguida por compra de direitos creditórios (22%).

Este incremento nas linhas de financiamento para descontos de títulos e operações para a aquisição de bens duráveis, como máquinas, equipamento e veículos, ocorre, de acordo com o Daycoval, porque a redução da taxa básica de juros proporciona um apetite maior do empresariado por crédito para expandir o negócio. “Mas ainda não é suficiente para que as empresas voltem a buscar crédito para financiamentos muito longos. A atividade econômica do País não está acelerada. Isso significa que o empresário continua reticente em investir e ainda aguarda medidas importantes, como a aprovação da Reforma da Previdência,” destaca a empresa em nota.

Excesso de burocracia é barreira para obtenção de crédito

Na avaliação da instituição, um dos principais problemas para que os empreendedores consigam acesso ao crédito é o excesso de burocracia. “Ter conta em algum banco, aguardar histórico na instituição e, só então, pleitear um limite de crédito é demorado e exaustivo. Fora isso, sempre é necessário apresentar garantias reais e aceitar prazos, em geral, curtos para pagamento. E o que o pequeno empresário precisa? Flexibilidade e agilidade,” especifica.

Para fazer frente a esse gargalo, o Daycoval informa que criou linhas de financiamento descomplicadas e de fácil contratação, que podem ser feitas 100% de forma digital. Sem precisar ser cliente do banco ou ir a uma agência sequer uma vez. Todo o processo é online. A solução é a DayGiro, que dispensa garantia da empresa, e é um empréstimo ofertado com o apoio do BNDES, com foco em empresas com, no mínimo, cinco anos de fundação, que tenham faturamento entre R$ 1 milhão e R$ 90 milhões anuais. 

“Com taxa de juros de 1,5% ao mês, esta linha oferece crédito entre R$ 50 mil e R$ 500 mil, sem necessidade de apresentação das chamadas garantias reais”, ressalta a gerente do Daycoval, Daniela Warchavsky Prato. O prazo de pagamento do DayGiro é entre 36 e 48 meses.

O diferencial em relação a fintechs, segundo o banco, é a análise de crédito feita com algoritmos internos que usam a experiência de 50 anos de atuação no setor de crédito para pequenas, médias e grandes empresas.

Na mesma família de produtos digitais, o Banco Daycoval oferece o Giro Fácil, crédito destinado a capital de giro, sem garantia, de até R$ 500 mil e prazo de até 24 meses para pagar. “A taxa é de 1,9% a 2,1% ao mês, muito competitiva se comparar com linhas sem o apoio do BNDES e sem garantias”, complementa Daniela. Da mesma forma que o anterior, esta linha é ofertada para clientes e não clientes e pode ser obtida de forma 100% digital.

Para mais informações, acesse https://girofacildaycoval.com.br/

Com informações da assessoria de imprensa


Fique atualizado em relação as principais notícias do setor. Inscreva-se na Newsletter e nos acompanhe nas Redes Sociais (Facebook, Linkedin, Twitter e Instagram).