Quase 54% das fintechs brasileiras iniciam seus negócios com aportes abaixo de R$ 500 mil


Por Edilma Rodrigues

Os investimentos recebidos por 53,8% das fintechs brasileiras têm valor inferior a R$ 500 mil, de acordo com a segunda edição do Mapa das Fintechs Visa que traz dados das 175 startups inscritas no Programa de Aceleração da empresa em 2019. Esse percentual é dividido da seguinte forma: 9,2% das empresas receberam até R$ 50 mil e 44,6% entre R$ 100 mil a R$ 500 mil. E 38,5% das fintechs receberam de R$ 500 mil a R$ 2 milhões. Apenas 7,7% disseram ter recebido aportes acima de R$ 2 milhões.

As startups inscritas no programa da Visa que detalharam sobre o investimento externo, revelaram que os aportes se originam de diversas fontes: aceleradoras (5,4%), investidores Anjo (4,5%) e fundos de investimento (4,5%) – que inclui Seed Investors e Venture Capital.

Metade das fintechs faturam entre R$ 5 a 40 mil

Sobre faturamento, a maioria das respondentes (49%) afirma que seus ganhos mensais variam entre R$ 5 a 40 mil; 21% faturam de R$ 100 mil a 500 mil por mês e 11%, até R$ 5 mil mensais.

Desafios

A questão do dinheiro, como investimento e fluxo de caixa, é um dos principais desafios citados pelas startups (14%), juntamente com a dificuldade em obter clientes (14%), seguidos por problemas com a regulamentação (13%). Na edição de 2018, os obstáculos mais citados foram a burocracia (20%), inovação (18%) e a concorrência (13,4%).

Para saber mais sobre o Mapa das Fintechs Visa, acesse aqui. 

Com informações da assessoria de imprensa


Fique atualizado em relação as principais notícias do setor. Inscreva-se na Newsletter e nos acompanhe nas Redes Sociais (Facebook, Linkedin, Twitter e Instagram).