Nove entre dez inadimplentes estão muito preocupados com dívidas


Por Edilma Rodrigues

As dívidas assombram nove em cada dez devedores brasileiros. Quanto menor a renda, maior é a preocupação: classes DE (98%); classe C (94%); classe AB (84%). Os dados são de um estudo que analisa o impacto das dívidas e da inadimplência na vida dos brasileiros, desenvolvido pelo Instituto Locomotiva em parceria com o serviço de cobrança digital Negocia Fácil. 

A pesquisa quantitativa ouviu 934 pessoas em todo o Brasil, por canais digitais, e, depois, aplicou os percentuais obtidos com estas entrevistas sobre os dados da última estimativa do Serasa – divulgada em abril desse ano. Assim, detectou que 57,9 milhões de brasileiros estão muito preocupados com dívidas em atraso e que elas afetam o sono das pessoas (54,8 milhões); a autoestima (54,1 milhões); o rendimento profissional (53,5 milhões) e o apetite (45,3 milhões). O presidente do Instituto Locomotiva, Renato Meirelles, comenta que a inadimplência tem alto impacto não só no cotidiano de quem vivencia essa realidade; como na economia de modo geral. “O brasileiro com as suas contas pagas vive melhor e é mais produtivo. A reação da nossa economia devolverá não só o poder de compra às pessoas, mas a sensação de dignidade, o bem-estar”, assinala Meirelles.

“Viver sem dívidas”, também de acordo com os dados da pesquisa, é melhor. 51% dos endividados admitem ter brigado com alguém da família por conta do que é devido. Além disso, 73% dos entrevistados deixam de atender telefonemas de números desconhecidos.

Outros dados do levantamento dão conta que 77% dos entrevistados têm alguma dívida em atraso e entre dez pessoas que possuem alguma dívida, seis já haviam se endividado antes. Entre os motivos que levaram à inadimplência 41% apontaram a perda do emprego. O cartão de crédito é a principal fonte de dívidas para 57% dos entrevistados.

O head de negócios digitais do serviço Negocia Fácil, José Moniz, destaca que a parceria com o Instituto Locomotiva demonstra seu interesse em entender o comportamento dos devedores e, dessa forma, aprimorar o atendimento a esse público. “Além do serviço de recuperação de crédito, nossa marca passa agora a se tornar um observatório das tendências dos consumidores inadimplentes. É algo inédito no mercado”, avalia.

Metodologia

Para elaborar o estudo e traçar um perfil dos brasileiros em situação de inadimplência, o serviço de cobrança digital Negocia Fácil fechou parceria com o Instituto Locomotiva. A pesquisa é quantitativa e 934 pessoas foram entrevistadas em todo o país, via canais digitais, entre o fim de outubro de 2018 e fevereiro deste ano. Após o término da fase de entrevistas, a pesquisa entrou na fase de tabulação dos dados. “O instituto aplicou os percentuais obtidos com as entrevistas sobre os dados da última estimativa do Serasa – divulgada em abril desse ano,” explica a assessoria de imprensa do Negocia Fácil.


Fique atualizado em relação as principais notícias do setor. Inscreva-se na Newsletter e nos acompanhe nas Redes Sociais (Facebook, Linkedin, Twitter e Instagram).