Inteligência artificial se estende a back office


Após estabelecer uma interface natural para as interações com os serviços de autoatendimento, o próximo passo das ferramentas de Inteligência Artificial é circular pelos sistemas de back office para entrega de soluções customizada ao cliente. “Ao mesmo tempo que a BIA continua a aprender a trabalhar no front end, um grande uso hoje (de IA) é a automação de processos”, informa Fernando Moraes Freitas, superintendente executivo de pesquisa e inovação do Bradesco, palestrante do painel Inteligência Cognitiva Aprimorando o Gerenciamento da multicanalidade, no CIAB 2019. “Além dos recursos da interface do Assistente Virtual, desde 2016 testamos aplicações de aprendizado e análise”, menciona Manoel Pereira de Lima Junior, gerente de soluções no programa de transformação tecnológica do Banco do Brasil, também palestrante na sessão.

Fabrício Barth, líder técnico de Data & AI da IBM, explica que enquanto o assistente virtual permite a interação com sistemas de front end em linguagem natural, o “customer assistant” vai chegar diretamente às fontes de informações e serviços, fazendo a mediação completa entre a organização e o usuário.


Fique atualizado em relação as principais notícias do setor. Inscreva-se na Newsletter e nos acompanhe nas Redes Sociais (Facebook, Linkedin, Twitter e Instagram).