Fintech estima reduzir em 70% o tempo de negociação de dívidas com IA


Por Edilma Rodrigues

Para elevar o volume negócios, a Acordo Certo, startup de negociação de dívidas online, amplia seus investimentos em tecnologia de inteligência artificial e destina R$ 4 milhões para desenvolver soluções de aprendizado computacional, que serão aplicados ao longo de dois anos. A expectativa é reduzir em até 1% o índice de endividamento dos brasileiros e reduzir em até 70% o tempo de espera nas negociações entre consumidor e credor.

Segundo a empresa, parte deste investimento será direcionado à tecnologia de inteligência artificial Driverless AI, da norte-americana H2O.ai, que conta com recursos críticos de aprendizado de máquina. Com implantação, a fintech vai criar um score capaz de medir a propensão do consumidor inadimplente para pagamento do débito. O CEO e fundador da H2O.ai., Sri Ambati, explica que calcular a propensão a pagamento e alcançar a redução de dívidas ou do risco de inadimplência dos brasileiros são resultados que a Acordo Certo vem conseguindo ao longo do tempo. 

“Vamos oferecer um sistema capaz de melhorar em até 76% a precisão do modelo de predição oferecido por eles. Sendo assim, tanto os consumidores quanto os parceiros credores da Acordo Certo colherão os frutos dessa parceria”, afirma Ambati.

De acordo com o fundador e CTO da Acordo Certo, André Monteiro, a solução vai ajudar pessoas a alcançarem seus objetivos financeiros e reduzir em até 60% o valor de suas dívidas. 

Em nota, a Acordo Certo informa que tem mais de 4 milhões de brasileiros cadastrados em sua plataforma e, somente em maio deste ano, fechou 100 mil acordos entre seus parceiros credores e consumidores inadimplentes. Mensalmente, a fintech negocia cerca de R$ 10 milhões em dívidas e soma 1 milhão de negociações realizadas desde o seu surgimento, em 2015.

Com informações da assessoria de imprensa


Fique atualizado em relação as principais notícias do setor. Inscreva-se na Newsletter e nos acompanhe nas Redes Sociais (Facebook, Linkedin, Twitter e Instagram).