Distrito de inovação CITI em SP terá cronograma de implantação definido até o final do ano


O projeto batizado como Centro Internacional de Tecnologia e Inovação (CITI) que pretende instalar em São Paulo um ambiente semelhante aos famosos Cornell Tech, da ilha Roosevelt, ao lado de Manhattan, nos EUA, ou o @22Barcelona, na Espanha, deve ter seu cronograma de implantação definido até o final deste ano. Esta foi informação revelada ontem no CIAB FEBRABAN pelo Secretário Municipal da Inovação e Tecnologia de São Paulo, Daniel Annenberg.

Segundo ele, as autoridades envolvidas na criação do espaço pretendem colher o máximo possível de opiniões dos mais variados setores com o objetivo de desenvolver um projeto que atenda as mais abrangentes expectativas. “Já fizemos dois seminários para debater o assunto e o próximo passo é a realização de um evento internacional para acrescentarmos a experiência de outras nações com iniciativas deste tipo”, disse.

Enquanto isso, estão ocorrendo reuniões que até o final do ano devem resultar na formalização de um cronograma de execução para o projeto. “É fundamental que ele seja um polo de atração para as fintechs e startups. Imaginamos, por exemplo que iniciativas como o Cubo, o InovaBra e outras semelhantes a estas possam ir para lá quando tiverem que crescer daqui a dois ou três anos”, afirmou.

O projeto tem como objetivo que o CITI ocupe a área onde atualmente opera o Ceagesp (Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo). Para isso o secretário explicou que já existem dois grupos de trabalho atuando. Um deles se dedica a decidir para onde vai o Ceagesp e o outro tem a missão de escolher o que fazer com os 650 mil metros quadrados de uma área nobre da cidade, que junta as marginais Pinheiros e Tietê, ao lado da Universidade de São Paulo (USP) e ao lado do Parque Vila Lobos.

Estão envolvidos na discussão pessoas, empresas e entidades das áreas de inovação e tecnologia como Google, Facebook, Cubo, Bancos, Secovi e outros. No final do painel, o moderador dos trabalhos, Leandro Vilain, que é Diretor de Políticas de Negócios e Operações da FEBRABAN convidou o Secretário para apresentar o projeto no Comitê de Inovação da Federação dos Bancos.


Fique atualizado em relação as principais notícias do setor. Inscreva-se na Newsletter e nos acompanhe nas Redes Sociais (Facebook, Linkedin e Twitter).