Desenvolvimento ao estilo de fintech


A Transformação Ágil na área de desenvolvimento do Santander Brasil, projeto concorrente ao XIV Prêmio Relatório Bancário, teve como referência os modelos Scrum, Spotify e SAFe. O principal objetivo é a ampliação da competitividade do banco, com melhoria de qualidade, redução do tempo de entrega (time to market) e do custo, permitindo uma resposta mais rápida e assertiva aos anseios dos clientes digitais, que valorizam qualidade e velocidade como fundamentais no atendimento, lavando o banco a um mindset semelhante a uma fintech em escala.

A iniciativa de transformação ágil se consolidou como um dos maiores modelos ágeis na área bancária, abrangendo 90% de todos os projetos de TI, com o total de 202 squads, 1.712 pessoas distribuídas em 16 tribos. Foram medidas reduções de 60% no tempo de entrega e ganho de 43% em produtividade. Hoje, o projeto está em sua terceira fase, e se destacam três focos estratégicos: Agile Híbrida – Iterfall; Kanban Santander; e Agile Remoto.


Fique atualizado em relação as principais notícias do setor. Inscreva-se na Newsletter e nos acompanhe nas Redes Sociais (Facebook, Linkedin e Twitter).