Bitcoin não pode ser regulado, afirmam economistas do banco central da Finlândia


Em um novo documento, economistas do banco central da Finlândia revelam os resultados de uma pesquisa sobre as entradas e saídas da infraestrutura do bitcoin. Uma das declarações mais interessantes que foram destacadas no trabalho inclui o argumento de que, por conta da sua condição típica, o próprio bitcoin “não pode ser regulado”. “Não há necessidade de regulamentar porque, como sistema, está comprometido com o protocolo, bem como as taxas de transação que cobra dos usuários que são determinadas pelos usuários, independentemente dos esforços dos mineradores” afirmam os três autores – Gur Huberman, Jacob Leshno e Ciamac Moallemi.

O estudo revelou também que a tecnologia constitui um “monopólio operado por um protocolo”. Sobre isso, os autores argumentam que esta característica oferece um grau de proteção contra a manipulação por maus atores frente à virtude da dinâmica do protocolo. “O bitcoin é um monopólio executado por um protocolo, não por uma empresa de gestão. Os monopólios familiares são operados por organizações gestoras com critérios para determinar e depois mudar os preços, ofertas e regras. Frequentemente, os monopólios são regulados para prevenir ou, pelo menos, mitigar seu abuso de poder”

Os pesquisadores da instituição apelidaram o sistema econômico do bitcoin de ‘revolucionário’. Embora o próprio documento indique que os pontos de vista apresentados não representam a posição oficial do banco da Finlândia, a publicação é, sem dúvida, um dado notável do envolvimento do banco central com a tecnologia até agora.

No ano passado, ele organizou um seminário sobre blockchain que incluiu reguladores, acadêmicos locais e empresas em um esforço para apoiar a pesquisa local – um movimento estimulado ainda mais pelo governo. A cidade de Kouvola, na Finlândia, por exemplo, recebeu € 2,4 milhões para testar o potencial do transporte do blockchain.

“A aparente funcionalidade e utilidade [do Bitcoin] deve incentivar os economistas a estudar esta estrutura maravilhosa “, os três escrevem

Fonte: CoinDesk

Tradução e adaptação: Edilma Rodrigues, da Cantarino Brasileiro


Fique atualizado em relação as principais notícias do setor. Inscreva-se na Newsletter e nos acompanhe nas Redes Sociais (Facebook, Linkedin e Twitter).