Adoção de fintechs aumenta para 64% globalmente, diz pesquisa EY Survey


China e Índia lideram mercados emergentes com 87% de adesão

As taxas de adoção de fintechs subiram para uma média de 64% este ano, de acordo com o Índice de Adoção Global FinTech EY 2019. Os mercados emergentes lideram com a China e a Índia com 87% de adesão. Logo atrás estão a Rússia e a África do Sul, ambas com 82%. Entre os mercados desenvolvidos, os Países Baixos (73%), o Reino Unido (71%) e a Irlanda (71%) são os líderes, o que reflete em parte o desenvolvimento do open banking na Europa.

A terceira edição do índice é baseada em uma pesquisa online com mais de 27 mil consumidores digitalmente ativos em 27 mercados, incluindo a Índia. Este ano também inclui pesquisa com 1 mil pequenas e médias empresas (PMEs) que utilizam serviços de fintechs na China, EUA, Reino Unido, África do Sul e México.

“O mercado de fintechs na Índia se expande rapidamente e a taxa de adoção cresce mais depressa que o previsto. Uma das razões para o forte crescimento é que as empresas de serviços financeiros tradicionais entraram na briga em uma grande escala,” informa o sócio e líder da Digital and Emerging Tech, EY,  Mahesh Makhija.

Mundialmente, em média, 89% dos consumidores sabem da existência de plataformas de pagamentos móveis in-store e 82% estão cientes dos sistemas de pagamento peer-to-peer e transferências de dinheiro não bancárias. A disponibilidade desses serviços financeiros é ainda mais acentuada na Índia e na China. 99,5% dos consumidores conhecem serviços de transferência de dinheiro e pagamento móvel. O conhecimento elevado na Índia decorre em parte do plano do governo, anunciado em 2017, para diminuir a quantidade de papel-moeda em circulação.

De acordo com a pesquisa, as expectativas dos clientes evoluíram, resultando em ruptura e inovação no setor de serviços financeiros. Bancos tradicionais, seguradoras e administradores de patrimônio interrompem suas próprias propostas e oferecem serviços digitalmente acessíveis e de tecnologia avançada.

Resultados do índice mostram que 27% dos respondentes classificaram os preços como sua principal prioridade ao escolher serviços de fintechs e 20% apontaram a facilidade de abrir uma conta.

Fonte: Moneycontrol News 

Tradução e adaptação: Edilma Rodrigues


Fique atualizado em relação as principais notícias do setor. Inscreva-se na Newsletter e nos acompanhe nas Redes Sociais (Facebook, Linkedin, Twitter e Instagram).