Aconteceu na semana


10% da população concentrava 43,3% da renda do país em 2017, diz IBGE
11 de abril

Em 2017, uma minoria mais rica formada por 10% dos brasileiros detinha 43,3% da renda total do país. Na outra ponta, os 10% mais pobres detinham apenas 0,7% da renda total. A concentração da renda é semelhante à observada na pesquisa anterior, de 2016. Naquele ano, 43,4% da renda estava nas mãos dos 10% mais ricos e 0,8%, nas mãos dos 10% mais pobres. Os dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) se referem ao ano passado, mas só foram divulgados quarta-feira (11).

Fonte: Uol

Banco Central autoriza Brasil Pré-Pagos a funcionar como instituição de pagamento, na modalidade de emissor de moeda eletrônica
11 de abril

A Brasil Pré-Pagos acaba de receber autorização do Banco Central, após cumprir todos os trâmites e exigências para se oficializar como uma das primeiras instituições de pagamento, na modalidade de emissor de moeda eletrônica. O anúncio foi feito na última semana e acaba de ser divulgado no Diário Oficial.

Dentre todas as empresas que também buscam essa autorização, a BPP foi uma das aprovadas após o envio de toda documentação e preenchimento dos requisitos regulamentados no ano de 2013 e solicitados pelo Banco Central que permitiram a expedição da autorização, que já está em vigor.

Fonte: Brasil Pré-Pagos

Comissão aprova MP 810. Reinvestimento em P&D depende agora do plenário
10 de abril

As empresas brasileiras de tecnologias da informação e comunicação (TIC), beneficiadas com incentivos fiscais, da Lei de Informática, terão prazo de até 60 meses para reinvestirem parte do seu faturamento bruto em Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (P&DI). Na última terça (10), foi dado um passo a mais para a concretização desses investimentos com a aprovação da medida provisória (MP 810/17) pela comissão que trata do assunto, formada por deputados e senadores. A Medida Provisória precisa ser votada pelos plenários da Câmara e Senado até 25 de maio para ter força de lei.

Fonte: TeleSíntese

Bancos vão oferecer crédito alternativo ao cheque especial
10 de abril

Os bancos vão oferecer uma linha de crédito alternativa ao cheque especial, que tem uma das taxas de juros mais caras do mercado. O novo produto vai ser oferecido para os clientes que comprometerem mais de 15% do limite do cheque especial durante trinta dias consecutivos a partir de 1º de julho, segundo a Federação Brasileira de Bancos (Febraban). Com juros menores que o cheque especial, a alternativa de parcelamento será oferecida pelas instituições financeiras e o cliente terá a opção de aderir ou não. Caso não aceite, uma nova oferta deverá ser feita a cada trinta dias.

Fonte: Veja

Parcelado sem juros no cartão de crédito não vai acabar, diz Ilan
10 de abril

O presidente do Banco Central (BC), Ilan Goldfajn, disse hoje que a modalidade de cartão de crédito parcelada sem juros não vai acabar. “O que gostaríamos é oferecer alternativas que fossem capazes de reduzir a parcela que o consumidor vai pagar”, afirmou em audiência pública na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado. Segundo ele, a diferenciação entre preços quando o pagamento é feito à vista ou a prazo tem contribuído para começar “a tirar a ideia de que pagar à vista ou em 10 vezes é o mesmo”. O presidente repetiu que para reduzir os juros bancários o BC está atacando todas as causas do custo elevado do crédito, como garantias, duplicata eletrônica, cadastro positivo, entre outras iniciativas.

Fonte: Valor Econômico

PayPal lança cartão de débito nos Estados Unidos
10 de abril

Nas próximas semanas o PayPal lança nos Estados Unidos produtos para serem usados no mundo físico. O principal deles é o cartão de débito PayPal Cash Mastercard. Ele é gratuito, sem taxas mensais ou qualquer requisito de saldo mínimo. O cartão permite que os usuários acessem o dinheiro de suas contas para fazerem compras on-line ou em lojas físicas. Os usuários também poderão sacar dinheiro de caixas eletrônicos em todo o mundo, incluindo mais de 25 mil caixas eletrônicos MoneyPass naquele país.

Não há previsão de quando a solução chega no Brasil.

Fonte: Mobile Time

Banco Votorantim usa GRC da Nasdaq BWise
10 de abril

O Banco Votorantim, formado por uma parceria entre o Banco do Brasil (BB) e o Grupo Votorantim, fechou a aquisição de uma solução de governança, risco e compliance da Nasdaq BWise. “Aproveitamos todas as funcionalidades de avaliação, registro dos resultados, workflow de apontamentos e de planos de ação e relatórios de acompanhamento”, explica o diretor executivo responsável por Riscos no Banco Votorantim, André Duarte Oliveira. De acordo com a Nasdaq BWise, a implantação é um “benchmark do mercado financeiro”.

Fonte: Baguete

Venda de papéis do Banrisul rende R$ 484,9 milhões
10 de abril

O governo do Rio Grande do Sul arrecadou R$ 484,9 milhões com o leilão de ações do Banrisul que foi realizado no início da tarde de terça-feira (10). Havia uma expectativa de atingir cerca de R$ 500 milhões.  Foram vendidas 26 milhões de ações preferenciais (sem direito a voto), cotado a R$ 18,65 por ação. Desse modo, o governo liquidou sua posição em ações preferenciais, porém ainda seria dono de mais da metade (50,6%) do capital. Como essas ações não dão direito a voto, sua venda não tira o controle do governo sobre o banco.

Fonte: Revista Amanhã

Adega argentina lança criptomoeda baseada no valor de vinhos
09 de abril

Uma adega argentina lançou uma criptomoeda que será baseada no valor de uma garrafa de vinho, um projeto pioneiro que também usará a tecnologia “blockchain” para publicar todo o processo de colheita. A ideia partiu de Mike Barrow, um especialista em informática americano e proprietário da adega Costaflores, situada na província de Mendoza, que declarou à Agência Efe que vê que as pessoas “ainda não entendem bem” as criptomoedas, uma das razões que o motivaram a criar esta “metáfora deliciosa”.

Fonte: Uol

Brasil poderá voltar ao grau de investimento, diz Fitch
09 de abril

O Brasil está firmemente posicionado na categoria “duplo B” com perspectiva estável, de acordo com o chefe da agência de classificação de risco Fitch Ratings para a América Latina, Peter Shaw. A possibilidade de o país descer mais um grau na escala, conforme ele, é a principal pergunta dos investidores em relação ao país. Mas, embora ainda que apresente fraqueza em suas finanças públicas, segundo Shaw, o país não está exposto à volatilidade externa e apresentou melhoras do ponto de vista da demanda domésticas. Em 26 de fevereiro, a Fitch rebaixou de “BB” para “BB-” a nota de crédito do Brasil, o IDR (Issuer Default Rating – Rating de Probabilidade de Inadimplência do Emissor) de Longo Prazo em Moeda Estrangeira do Brasil, e revisou a perspectiva para estável, de negativa antes.

Fonte: Uol

Inadimplência do consumidor cai 5,2% no acumulado em 12 meses, diz Boa Vista SCPC
09 de abril

A inadimplência do consumidor caiu 5,2% no acumulado 12 meses (abril de 2016 até março de 2018 frente aos 12 meses antecedentes), de acordo com dados nacionais da Boa Vista SCPC. Já na avaliação mensal com ajuste sazonal, março apresentou aumento de 6,2%. Quando comparado o resultado contra o mesmo mês de 2017, o indicador caiu 6,3%

Fonte: Boa Vista SCPC

Cai grau de endividamento e aumenta a capacidade de poupar do consumidor, segundo pesquisa da Boa Vista SCPC
09 de abril

Pesquisa da Boa Vista SCPC sobre Endividamento, Poder de Compra e Capacidade de Pagamento do Consumidor identificou queda de 7p.p. (pontos percentuais) no grau de endividamento em relação ao mesmo período de 2017. Realizada entre os dias 30 de janeiro e 28 de fevereiro, com mais de 800 pessoas, em todo o Brasil, a pesquisa eletrônica constatou que em média 13% dos consumidores se consideram muito endividados. No ano passado, este percentual foi de 20%. Já 26% afirmaram estar mais ou menos endividados. 42% um pouco endividados e 19% alegaram não ter dívidas. Um aumento de 8p.p. em relação a 2017.

Fonte: Boa Vista SCPC

Empresa brasileira cria criptomoeda com Exchange própria
06 de abril

A F2Nex nasce com uma oferta diferenciada no mercado de criptomoedas: oferecer não só a aquisição e comercialização, mas também uma plataforma de Exchange própria – a ferramenta por onde acontecem as tramitações de compra, venda e troca dos ativos. Segundo a empresa, a moeda Mobi será totalmente habilitada para a blockchain, o que possibilitará a realização de várias atividades por comércio eletrônico como solicitar serviço de transporte, comprar passagem aérea, pedir comida, alugar um quarto, contratar serviços de lavanderia, comprar ingresso etc., pelo App Mobi. As vendas da pré-ICO Mobi começam em 15 de abril e encerram-se no dia 5 de maio.

Fonte: Ti Inside

Bancos poderão receber pagamentos de boletos de até R$10 mil em espécie
05 de abril

Com o objetivo de fomentar o uso de meios eletrônicos mais eficientes na realização de transferências de recursos de maior valor e para prevenir a lavagem de dinheiro, o Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou a Resolução 4.648/2018, proposta pelo Banco Central (BC), que limita a R$10 mil o valor dos boletos que podem ser pagos em espécie. A medida faz parte da Agenda BC+, pilar Sistema Financeiro Nacional Mais Eficiente, e entra em vigor em 28 de maio.

Fonte: Banco Central


Fique atualizado em relação as principais notícias do setor. Inscreva-se na Newsletter e nos acompanhe nas Redes Sociais (Facebook, Linkedin e Twitter).