Aconteceu na semana


Banco alemão desembarca no Brasil
29 de novembro

Um dos principais bancos do sistema financeiro alemão, o Landesbank Hessen-Thüringen (Helaba), anuncia a abertura de seu escritório de representação em São Paulo e o início das suas operações no Brasil. O foco de atuação será no fornecimento de financiamentos de longo prazo a médias e grandes empresas brasileiras e no suporte para companhias alemãs e europeias que pretendem investir ou expandir suas operações no País. Para isso, segundo a empresa, ela oferece prazos e taxas com padrões europeus, o que posiciona o banco de forma diferenciada no mercado brasileiro. O escritório montado no Brasil será responsável pela geração de negócios para sua matriz e vai atuar como porta de entrada para novas operações no continente. A escolha em abrir a filial na capital paulista foi tomada em função de a cidade abrigar a maior concentração de empresas alemãs e europeias dentro da América Latina. “Grande parte das empresas alemãs e de países da Europa que fazem negócios no Brasil e na América Latina atuam em São Paulo, considerada a capital financeira do continente”, pontua o diretor geral do escritório do Helaba para o Brasil e América Latina, Gabriel Steiner.

Com informações da assessoria de imprensa

Plataforma conecta PMEs à financiadores
29 de novembro

A Finpass, fintech fundada em 2015 com o nome de F(x), anuncia que sua plataforma de crédito passa agora a focar sua oferta de serviços para PMEs (pequenas e médias empresas). Anteriormente, o foco era em empresas de maior porte. Em 2018, a Finpass foi uma das participantes do boostLAB, programa de potencialização de startups em nível avançado do BTG Pactual. Uma vez dentro do programa, a empresa teve crescimento de mais de 900% no volume total listado na plataforma. O novo posicionamento da fintech foi feito com base em mentorias do boostLAB, além de pesquisas com usuários da plataforma e profissionais do setor ao longo dos últimos meses. O processo de matching – que utiliza inteligência artificial para encontrar as melhores combinações entre empresas que precisam de crédito e financiadores compatíveis – visa ampliar a oferta e proporcionar de forma simples e rápida oportunidades de crédito muito mais atrativas. Em média, a plataforma Finpass consegue diminuir os custos e o tempo gastos na busca por financiamento em cerca de 90% quando comparado ao modelo tradicional (não tecnológico).

Com informações da assessoria de imprensa

BC autoriza bancos a abrir contas PJ por meio eletrônico
27 de novembro

O Banco Central do Brasil publicou nesta terça-feira (27) resolução 4.697 que permite a abertura de contas de depósitos PJ por meio eletrônico. Anteriormente, as instituições podiam fazer essa abertura apenas a pessoas físicas e microempreendedores individuais. Segundo o Bacen, as instituições financeiras que permitirem a abertura de contas por meio eletrônico devem adotar procedimentos, salvaguardas e controles que permitam confirmar e garantir a identidade do proponente. Também devem garantir a integridade, a autenticidade e confidencialidade das informações prestadas. O objetivo dessas salvaguardas é garantir a segurança, mitigar riscos e prevenir a lavagem de dinheiro e o financiamento do terrorismo.

Fonte: Banco Central do Brasil

Banrisul fecha parceira com a OPnGO Brasil Tecnologia
26 de novembro

A divisão de cartões do Banco do Estado do Rio Grande do Sul (Banrisul) celebrou contrato de associação com a OPnGO Brasil Tecnologia, plataforma digital que automatiza o pagamento de estacionamentos em centros de compras no território brasileiro, e a OPnGO Group BV, detentora da marca OPnGO. O objetivo é oferecer uma solução integrada de pagamento – chamada de VeroGo – voltada a centros de compras localizados no território nacional, que permitirá o pagamento tanto de compras realizadas junto aos lojistas credenciados como de tarifas de estacionamento. A conclusão da operação está sujeita ao cumprimento de determinadas condições, incluindo a obtenção das autorizações regulatórias pertinentes. As participações societárias na VeroGo serão distribuídas em: 44,01% para a OPnGO e 6% para a OPnGO Group, em conjunto, detendo 50,01%; e 43,99% para a Banrisul Cartões e 6% para o Banrisul, detendo, em conjunto, 49,99%”, explica o Banrisul em Fato Relevante.

Fonte: Revista Amanhã

C6bank tem empresa de pagamentos
26 de novembro

O C6bank, nova fintech ainda em processo de lançamento, fechou a compra da NTK Solutions, player de pequeno porte no mercado de máquinas de pagamento. Com a compra, a NTK trocou de nome e agora se chama PayGo, informou a própria NTK em nota. Vinícius Pessin, ex-diretor executivo para marketplace da B2W Digital, que ingressou na C6 em junho, foi colocado à frente da nova PayGo. Em seu site, a NTK informa que transaciona cerca de R$ 800 mil diariamente, por meio de 38 mil terminais. A título de comparação, a líder Cielo, ainda que esteja perdendo participação para novos concorrentes como a NTK, tem 1,5 milhão de aparelhos na rua. “Queremos ser um marketplace inteligente e inovador, cada vez mais completo, para capturar transações com cartões independentemente do canal que o empresário escolha para receber os seus pagamentos”, afirma Pessin.

Fonte: Baguete

Opa Pagamentos contrata Infobip para mensageria
26 de novembro

A fintech paranaense Opa Pagamentos contratou a Infobip como fornecedora de uma solução de mensageria omnichannel. A empresa oferece soluções para pagamentos que vão desde emissão de boletos a cartão de crédito internacional pré-pago. Com a contratação, a Opa utiliza serviços de SMS, torpedo de voz e e-mail da Infobip para validar números e garantir a segurança dos usuários. Além de mensagens via SMS e torpedo de voz para autenticação, a fintech envia e-mails para cada transação que é feita pelo aplicativo da plataforma. Hoje, a Opa dispara entre 30 mil e 50 mil SMS por mês, mas já experimentou pico de 1 milhão de SMS durante uma promoção em junho de 2017.

Fonte: Baguete

Sala São Paulo passa a contar com totens de autoatendimento para agilizar venda de ingressos
26 de novembro

Com o objetivo de implementar os serviços de bilheteria da Sala São Paulo, mantida pela Fundação Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (Osesp), foram instalados três totens de autoatendimento no local. A tecnologia utilizada é da startup INTI, que auxilia na gestão de vendas de ingressos, season tickets, doações e inscrições para eventos da instituição. Segundo Carlos Harasawa, diretor de Marketing da Osesp, houve uma redução de custos significativa para a administração da entidade, que chegou a 50%. Antes dos totens, a bilheteria física funcionava apenas de segunda a sexta-feira, em horário comercial, e nos dias em que aconteciam os espetáculos. Porém, de acordo com o diretor de Marketing, a procura pela compra de ingressos no local durante o dia não era tão frequente, o que deixava a equipe ociosa.

Com informações da assessoria de imprensa

Fraudes em caixas eletrônicos na África
24 de novembro

Recentemente, indícios apontam para uma retomada das atividades do grupo cibercriminoso Lazarus e, particularmente, seu subgrupo Bluenoroff, que tem longo histórico de ataques a instituições financeiras na Ásia e na América Latina.

Tudo indica que suas técnicas e ferramentas evoluíram com o tempo. O grupo estava por trás do roubo de milhões por meio de fraudes em caixas eletrônicos na África e na Ásia, e isso apenas na semana passada. Além disso, a Trend Micro descobriu, recentemente, que eles conseguiram plantar um backdoor (que a Trend Micro identificou como sendo BKDR_BINLODR.ZNFJ-A) em diversas máquinas de instituições financeiras na América Latina. A descoberta da empresa é que estes backdoors foram instalados nas máquinas das vítimas em 19 de setembro de 2018, essencialmente baseado no tempo de serviço de criação do loader. Também viram que este ataque traz semelhanças com outro do mesmo grupo, de 2017, analisado pela BAE Systems, contra alvos na Ásia.

Fonte: OverBr

Trend Micro alerta: Lazarus organiza ataques contra organizações financeiras na América Latina
24 de novembro

A Trend Micro alerta para nova ameaça – focada na América Latina – identificada por seu time de pesquisadores. Os indícios apontam também para o subgrupo Bluenoroff, do grupo cibercriminoso Lazarus. O backdoor (BKDR_BINLODR.ZNFJ-A) foi implantado pelos atacantes em diversas máquinas de instituições financeiras na América Latina. A empresa percebeu que este ataque traz semelhanças com outro do mesmo grupo, de 2017, analisado pela BAE Systems, contra alvos na Ásia. Se instalado com sucesso, este backdoor pode ser bastante perigoso. Ele pode coletar informações de arquivos, pastas ou drives; baixar arquivos e malwares; lançar, encerrar e enumerar processos; atualizar os dados de configuração; deletar arquivos; injetar códigos de outros processos; utilizar proxy; abrir shell reversa; rodar em modo passivo – ao invés de se conectar ativamente ao servidor de comando e controle (C&C), o backdoor fica aberto e recebe instruções de um port externo.

Com informações da assessoria de imprensa

Banco do Brasil e Procon-DF prorrogam mutirão para renegociação de dívidas
23 de novembro

Clientes do Banco do Brasil, pessoas físicas e jurídicas, poderão renegociar dívidas em atraso na sede do Instituto de Defesa do Consumidor do Distrito Federal (Procon-DF) até 7 de dezembro. A prazo, que ia até 21 de novembro, foi prorrogado, considerando o aumento da procura e das negociações. Em apenas 3 dias, quase R$ 3 milhões já foram renegociados. Os interessados devem comparecer portando documento de identificação oficial com foto (RG, CNH ou passaporte) e comprovante de renda atualizado.

Serviço:
Mutirão de renegociação de dívidas do BB
Data: 26/11 a 07/12
Horário: 8h às 17h
Local: Sede do Procon-DF (Ed. Venâncio 2000, Bloco B-60, Sala 240)

Com informações da assessoria de imprensa

Malware ataca clientes de 14 bancos
22 de novembro

O trojan “Metamorfo”, que em abril deste ano buscava clientes do banco Itaú, retornou revigorado no final de outubro com scripts para pegar clientes de 14 bancos: Santander, Itaú, Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Sicredi, Bradesco, Safra, Sicoob, Banco da Amazônia, Banco do Nordeste, Banestes, Banrisul, Banco de Brasília e Citi. A descoberta foi feita pelos pesquisadores Edmund Brumaghin, Warren Mercer, Paul Rascagneres e Vitor Ventura, da Talos Intelligence. Na mesma pesquisa, foi descoberta uma botnet que está criando endereços de e-Mail no BOL. Até agora já foram criados 4 mil endereços diz o relatório. Há duas campanhas de trojans em andamento, que visam os clientes desses 14 bancos. Nos dois casos, o primeiro objetivo é fazer a vítima “engolir” um dos dois Trojans bancários. Os payloads finais vêm equipados com keylogger e exfiltram dados para um servidor de comando e controle (C&C). Um dos trojans tenta roubar os códigos de segurança do cartão de pagamento dos clientes, e o outro rouba os códigos de autenticação de dois fatores (2FA) dos tokens. As duas campanhas são feitas por meio de spam e phishing: vasta distribuição de e-mails contendo os anexos ou links contaminados.

Fonte: CiberSecurity

BB e MEC firmam acordo para emissão de cartão para aquisição de merenda escolar
22 de novembro

O Banco do Brasil firmou acordo com o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação/Ministério da Educação para emissão de cartões voltados para a aquisição de alimentos para a merenda escolar no âmbito do Programa Nacional de Alimentação (PNAE). Os primeiros plásticos foram entregues na tarde de quinta-feira, 22, a representantes de escolas públicas da Bahia e de São Paulo. Ao todo, serão emitidos 5.595 cartões para estados e municípios de todo o país, em substituição à movimentação atual, realizada por meio de conta corrente (transferências, saques e cheques). O acordo prevê a utilização do cartão apenas na função compra e tem o objetivo de gerar mais transparência na aquisição da alimentação escolar, além de visar segurança e redução do risco de fraudes.

Com informações da assessoria de imprensa


Fique atualizado em relação as principais notícias do setor. Inscreva-se na Newsletter e nos acompanhe nas Redes Sociais (Facebook, Linkedin e Twitter).