Aconteceu na semana


As inscrições para o Prêmio Relatório Bancário, agora, vão até 19 de outubro
11 de outubro

As inscrições para a 14ª edição do Prêmio Relatório Bancário terminam às 23h59 de 19 de outubro. Para concorrer, os cases e projetos precisam estar implantados ou em fase de implantação no decorrer de 2018. E terem foco em soluções destinadas a: adquirentes, bancos, bandeiras, bolsas de valores, bureaux de crédito, caixas econômicas, cooperativas de crédito, corretoras e distribuidoras de títulos e valores mobiliários, emissores de cartões, financeiras; fornecedores de soluções em meios de pagamento, fundos e bancos de investimentos e seguradoras. Para inscrever um ou mais cases, basta preencher o formulário no site da Cantarino Brasileiro, de maneira clara e objetiva. A avaliação dos cases é feita por especialistas e formadores de opinião ligados ao mercado financeiro e os vencedores das 21 categorias serão comunicados até 06 de novembro. A cerimônia de premiação acontece em 03 de dezembro de 2018.

Inscrições para o Scaleup Bootcamp Toronto vão até 15 de outubro

As inscrições para o programa Scaleup Bootcamp Toronto, iniciativa da LatAm Startups, vão até 15 de outubro. A entidade busca startups de tecnologia em crescimento, prontas para escalar e com fundos para pagar pelo programa LatAm Startups, transporte para Toronto e hospedagem. Além de ter protótipo de trabalho com tração comprovada no mercado, seja base de usuários significativa ou fluxo de receita crescente. O bootcamp acontece de 10 a 14 de dezembro de 2018 em Toronto, e custa US$ 950 para um cofundador ou US$ 1.450 para dois.

As startups que fizerem parte deste bootcamp vão participar da LatAm Startups Christmas Party, que acontece em 14 de dezembro. Para mais informações e inscrição: https://www.latamstartups.org/latam-hub-toronto.html

Mastercard estende benefício em compras para Reino Unido e França
10 de outubro

Desde julho deste ano, consumidores dos cartões Mastercard Black e Mastercard Platinum que realizam compras em parceiros credenciadas nos Estados Unidos recebem reembolso (cashback) automático e os valores são creditados diretamente em sua fatura. A partir de outubro, o benefício nos EUA foi estendido para mais cinco lojas (totalizando 13 marcas) e para compras no Reino Unido (12 lojas) e França (sete lojas). Para ter acesso ao benefício, as compras precisam ser realizadas em estabelecimentos parceiros cadastrados a cada ciclo, que tem duração de três meses. Para este ciclo, que terá validade de outubro até 31 de dezembro de 2018, a lista com todas as lojas pode ser conferida em www.mastercard.com.br. Não é necessário se cadastrar para ter acesso ao benefício. Os valores de reembolso variam de acordo com os critérios das ofertas e o limite mínimo das compras em cada estabelecimento participante.

Com informações da assessoria de imprensa

BPP poderá trabalhar com transferência de dinheiro entre instituições
08 de outubro

A BPP (antiga Brasil Pré-Pagos) se uniu ao Sistema de Pagamentos Brasileiro (SPB) do Banco Central para oferecer aos seus clientes transferência de dinheiro. Com isso, os consumidores poderão enviar dinheiro de plataformas da BPP para outras instituições, por meio de apps, plataformas na web ou agências bancárias.  A empresa é uma das primeiras provedoras de pagamentos regulada pelo código 301 do BC. A partir de agora, a nomenclatura junto ao SPB passa a ser “BPP INSTITUIÇÃO DE PAGAMENTO”.

Fonte: Mobile Time

Moody’s aponta para alta de fintechs
08 de outubro

O Brasil tem 404 fintechs, o número mais elevado na América Latina, afirma relatório da Moody’s Investors Service. Em 2015, existiam apenas 54 startups de tecnologia no País. Porém, de acordo com o levantamento, estas companhias enfrentam desafios relacionados à captação de recursos que limitarão seu ritmo de crescimento, enquanto, em resposta, os grandes bancos aceleram suas estratégias digitais próprias. Para agência, as fintechs brasileiras estão focando em produtos, serviços e nichos de mercado nos quais os grandes bancos comerciais não conseguem ou não têm disposição para fazer negócios. “Embora ágeis, estas companhias são majoritariamente pequenas e ainda não lucrativas e a volatilidade política e econômica, combinada com modelos de negócios ainda não testados, tem dificultado investimentos de terceiros nestas fintechs nos últimos anos,” explica Ceres Lisboa, vice-presidente sênior da Moody’s. Ainda segundo a Moody’s, apesar da transformação digital estimular a concorrência, a escala e a natureza de longo prazo do relacionamento de grandes bancos com seus clientes permitirão que as instituições tradicionais persigam inovações próprias e mantenham fortes vantagens competitivas. “No entanto, as coisas não serão fáceis para bancos menores e com orçamentos reduzidos. Por conta da limitação de recursos disponíveis, será mais difícil para estes bancos inovar e permanecer competitivos no curto prazo”, avalia a agência, em nota.

Para a Moody’s, por outro lado, o Banco Central (BC) está promovendo um ambiente competitivo por meio de uma regulação mais leve para as fintechs entrantes nos mercados de crédito

Fonte: DCI

Nubank recebe aporte de US$ 200 milhões da gigante chinesa Tencent
08 de outubro

A Tencent, gigante chinesa de tecnologia, investirá US$ 200 milhões no Nubank, segundo o The Information. Esse é o primeiro investimento recebido pela startup após ela ter alcançado o valuation de US$ 1 bilhão em março deste ano. Com o novo aporte, a fintech brasileira atingirá o valor de mercado de aproximadamente US$ 4 bilhões. O investimento de US$ 200 milhões deverá trazer o equity de 5% da startup para a Tencent. Juntas, as empresas poderão utilizar a tecnologia para auxiliar no mercado financeiro, além da relação com o Nubank ser uma porta de entrada para a empresa chinesa no país. A Tencent é uma das quatro maiores empresas de internet no mundo e está presente na China principalmente por meio de serviços de comunicação e finanças. Seu maior produto é o WeChat, um aplicativo que era inicialmente de mensagens, mas que hoje possui também o WeChat Pay – uma carteira virtual que permite pagamentos por QR Code, uma grande tendência na China. A aproximação entre as duas empresas é vantajosa especificamente porque o Brasil possui a maior penetração de smartphones na América Latina, de acordo com a Ernst Young.

Fonte: Startse

AMcom abre 50 vagas para profissionais de Tecnologia da Informação
08 de outubro

A AMcom, especializada em desenvolvimento customizado, sustentação de sistemas, consultoria e alocação de profissionais, está com 50 oportunidades de emprego para profissionais da área de tecnologia da informação. Os requisitos e candidatura das vagas podem ser consultados e realizados pelo site da empresa http://amcom.com.br/vagas. A demanda, que foi impulsionada pela chegada de novos clientes requer, principalmente, desenvolvedores Java, Front-end e Python, consultores de pré-vendas e gerente de contas, entre outros cargos. As vagas também estão disponíveis para PcD´s (Pessoa com Deficiência). A seleção abrange todo o País e as oportunidades disponíveis são para, principalmente, a cidade de Blumenau, além de outras localidades do Estado de Santa Catarina, como Florianópolis, Joinville, Gaspar e Biguaçu, e também São Paulo.

Com informações da assessoria de imprensa

Facebook e Udacity oferecem 10 mil bolsas de estudo para cursos de inteligência artificial
08 de outubro

O Facebook e a Udacity, conhecida como a Universidade do Vale do Silício, anunciam parceria para oferecer bolsas de estudos em cursos na área de inteligência artificial. A iniciativa selecionará 10 mil estudantes ao redor do mundo, incluindo brasileiros, e tem como objetivo preparar a próxima geração de talentos para as tecnologias do futuro. As inscrições, gratuitas, estão abertas até 24 de outubro no site da Udacity, com divulgação dos resultados marcada para o início de novembro. Os 10 mil candidatos aprovados serão contemplados com uma vaga para o curso Introdução ao Deep Learning com PyTorch, com duração de dois meses. Após essa etapa, os 300 estudantes melhor avaliados ganharão uma bolsa integral para o curso Nanodegree Deep Learning da Udacity, com duração de cinco meses.

Com informações da assessoria de imprensa

Santander Brasil dobra aposta em educação, introduz produtos para ensino básico
08 de outubro

O Santander Brasil volta sua atenção para o mercado de ensino básico, em um esforço que visa dobrar a atual participação de cerca de 15 por cento do banco no segmento e diversificar investimentos da instituição no setor, atualmente concentrados em educação superior. “A ideia é estender a oferta para apoiar escolas e chegar a esse público de alunos antes de entrarem nas universidades”, disse à Reuters o superintendente executivo da área de negócios e empresas, Alexandre Teixeira. O movimento vem na esteira de um interesse cada vez maior de investidores no segmento de educação básica, que atrai desde o começo deste ano grandes companhias do setor, incluindo a Kroton Educacional, maior grupo de ensino superior privado do país. O banco já mapeou 4 mil escolas para serem abordadas na primeira rodada do projeto.

Fonte: DCI

Estão abertas as inscrições para o CodeVita 2018, competição mundial de programação da TCS
07 de outubro

A Tata Consultancy Services (TCS), empresa de serviços de TI, consultoria e soluções de negócios, anuncia a edição 2018 do CodeVita, competição de programação realizada todos os anos, que conta com a participação de mais de 200 mil estudantes do mundo todo. As inscrições vão até o dia 17 de novembro e podem ser realizadas por meio do endereço: www.tcscodevita.com. Poderão participar da competição estudantes universitários da América Latina integrantes de cursos de graduação ou pós-graduação relacionados com as áreas de Engenharia ou Ciências. O torneio acontecerá na primeira semana de dezembro. Depois de colocar em teste suas habilidades de programação, os alunos poderão integrar a equipe selecionada que viajará para a Índia para participar da etapa final que acontecerá em fevereiro. Os três primeiros lugares levarão a quantia de US$ 20.000,00.

Com informações da assessoria de imprensa

NICE implementa RPA em empresa indiana de cartões SBI Card
05 de outubro

A NICE implementou a solução NICE Robotic Process Automation (RPA) para a SBI Card, a fim de dar suporte à jornada de crescimento da empresa ao simplificar as operações e aprimorar a experiência do cliente. Ele foi implementado para aumentar a automação nas operações e nos processos de back-end do emissor de cartões da Índia, a fim de gerenciar tarefas repetitivas e propensas a erros, liberando os funcionários para se concentrarem em serviços que agregam valor aos negócios. Com mais de seis milhões de titulares de cartão de crédito em sua base de clientes e escritórios em mais de 100 cidades, a SBI Card gerencia um conjunto amplo e complexo de operações de atendimento ao cliente.

Fonte: TI Inside


Fique atualizado em relação as principais notícias do setor. Inscreva-se na Newsletter e nos acompanhe nas Redes Sociais (Facebook, Linkedin e Twitter).